INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Adriano Ribeiro é o nosso pescador salvador

Estamos todos orgulhos pela bravura de Adriano Ribeiro. No dia 21 de Agosto teve um dia tão atribulado em salvar pessoas de afogamento, que o Jornal JN, no dia 26/08/2012 lhe atribui uma página com uma grande fotografia de destaque e dá o titulo "Pescadores são anjos da guarda nas praias sem vigilância", e diz: "Só em dois dias, Adriano Ribeiro retirou seis pessoas da água quando o afogamento era certo."

A necessidade de criar um posto de vigia balnear para dar apoio a Cedovém e Pedrinhas é primordial. Não dizemos que seja nesta época balnear, mas seguramente na próxima 2013.

No próximo ano balnear, se houver algum afogamento. Já sabemos quem são os responsáveis.

 
Desta vez, o minímo que o ISN pode fazer é pagar as despesas que o nosso herói e anjo da guarda, Adriano Ribeiro teve.



quarta-feira, 15 de agosto de 2012

PERIGO PARA A SAÚDE PÚBLICA e a indiferença das entidades responsáveis!


No dia 15 de Agosto, com o mar revolto, deu um número elevado de animais mortos à costa. Não houve nenhuma entidade que tivesse a preocupação de proteger a saúde pública. Foi feriado nacional e o número de utentes na praia foi normal para o mês de Agosto.
Estrangeiros que passavam na praia ficavam indignados com o sucedido e o mau cheiro era considerável.

A indiferença das entidades responsáveis tornam-se num grande obstáculo na repercussão no resultado para o desenvolvimento positivo do turismo. A evidencia para os turistas Europeus, que têm e praticam a mesma legislação de proteção que a nossa, concluem que neste canto da Europa embora a lei exista, na prática a sua aplicabilidade não se efectua.


- Será que já não há doença das aves???