INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

A criação de uma Bolsa com parcelas para criação de viveiros e água-cultura no mar, é um sonho antigo.


A possibilidade do Governo Português criar uma bolsa com parcelas para a exploração do mar, quer de viveiros de espécies aquáticas, quer para fins turísticos e mesmo de investigação, é um sonho que já vem de longe em Esposende.

A vontade de muitos em avançar numa exploração aquática por conta própria, é muita. A costa portuguesa tem condições marítimas de excelência, em tudo de que se queira avançar. É um mar de água fria e tem correntes que acarreta uma óptima oxigenação.

Até ao momento em nada foi feito, até hoje não houve nenhuma iniciativa, nem nunca foi matéria que esteve em cima da mesa (de carácter publico). Os espanhóis já têm alguma experiência em plataformas, pode ser que agora na UE se consiga avançar, pois o único que conseguiu avançar com um projecto no mar aqui em Esposende foi o Projeto Windfloat. Claro que, para o arranque teria de haver projectos pilotos, que possam dar condições compensadoras para os que arriscam. Como provavelmente seriam de funcionamento sazonal, mas sem dúvida esta é uma fonte que existe ao nosso lado e em nada está ser trabalhada.
Enviar um comentário