INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

POLIS AFIRMA: PROTEÇÃO DE PESSOAS E BENS ENQUADRA-SE NA SEGUNDA FASE

 
«A Polis Litoral Norte abriu concurso público, por 450 mil euros, para a segunda fase da empreitada de reforço do sistema dunar e proteção da linha de costa da praia de Ofir, em Esposende, informou hoje aquela sociedade.
Em comunicado, a Polis acrescenta que aquela empreitada se tornou necessária na sequência das "fortes intempéries" ocorridas no último inverno, que causaram o desaparecimento generalizado de areias e a destruição de infraestruturas na praia de Ofir.
Nesta praia, já teve lugar uma primeira intervenção, com carácter mais urgente e transitório, que visou garantir as condições imediatas de segurança na zona, mantendo-a apta para uso durante a época balnear de 2014.

1 - Esta primeira intervenção consistiu na recarga de areias através da ripagem da zona entre marés e reposição do perfil natural da praia.

2 - A segunda fase enquadra-se numa estratégia de reforço dos sistemas dunares, arribas e outros elementos da linha de costa, com vista à preservação dos ecossistemas naturais e proteção de pessoas e bens.

Inclui medidas corretivas de erosão superficial (reperfilamento complementar de areia na praia) e ainda ações de reordenamento de áreas construídas em zonas de risco e consequente reposição das condições de ambiente natural (reposição da estrutura de defesa em blocos de enrocamento, reforço da escada de acesso à praia, reconstrução do muro de defesa costeira e repavimentação das áreas danificadas na praceta).
A empreitada, a iniciar previsivelmente no início de 2015, tem um prazo de execução de 120 dias.
A Polis Litoral Norte, constituída entre o Estado e os municípios de Caminha, Viana do Castelo e Esposende, tem como objeto a intervenção numa faixa costeira de 50 quilómetros na Região Norte, integrando ainda as zonas estuarinas dos rios Minho, Coura, Âncora, Lima, Neiva e Cávado, numa extensão de, aproximadamente, 30 quilómetros.
A área de intervenção totaliza cerca de cinco mil hectares e integra o Parque Natural do Litoral Norte.»
Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico aplicado pela agência Lusa

Blogue das Pedrinhas & Cedovém com Jornal i
Enviar um comentário