INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Ministro do Ambiente vai inaugurar Requalificação da Frente Ribeirinha de Fão



O Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, vai proceder, no próximo sábado, às 14h00, à Cerimónia de Inauguração das Obras de Requalificação da Frente Ribeirinha de Fão.
O Ministro, que virá acompanhado do Secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, será recebido no Largo do Caldeirão, em Fão, pelo Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, pelo Presidente da Junta da União das Freguesias de Apúlia e Fão, pelo Presidente do Conselho de Administração da Polis Litoral Norte, Pimenta Machado, e demais entidades. Posteriormente, a comitiva fará a pé o percurso ao longo da intervenção realizada, sendo que, no Largo do Cortinhal, ocorrerá o descerrar da placa inaugural e, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Fão, decorrerá a cerimónia propriamente dita, com as intervenções das várias entidades. 

A Requalificação da Frente Ribeirinha de Fão foi realizada no âmbito do Programa Polis Litoral Norte e custou cerca de 565 mil euros, 85% dos quais financiados por fundos comunitários, através do ON2 - Programa Operacional Regional do Norte, e os restantes 15% suportados pela Câmara Municipal de Esposende.

A intervenção traduziu-se no reordenamento e requalificação da orla fluvial de Fão, compreendida entre o Largo do Cortinhal e a zona do molhe do Caldeirão, através do prolongamento da ligação pedonal e clicável e da renaturalização da margem do rio e da ínsua. Este percurso estabelecerá ligação com a futura Ecovia do Litoral Norte e com a rede de circuitos que acompanha toda a margem do rio até ao limite do concelho, com eventual ligação ao Município de Barcelos. 

Esta intervenção enquadra-se numa ótica de valorização da marginal Sul do rio Cávado, tornando o espaço mais atrativo e aprazível, convidando as pessoas a desfrutar da beleza e da biodiversidade do rio. Com efeito, pretende-se dinamizar a vivência da área, garantindo a sua proteção e valorização e criando um novo espaço público de fruição coletiva do Cávado, cujo elemento agregador é o percurso/trilho, promovendo o turismo de natureza e educação ambiental numa ótica de desenvolvimento sustentável.

Enviar um comentário