INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

sábado, 21 de novembro de 2015

RAZÃO


RAZÃO

I
Porque suporto um sofrimento intenso?
Porque, vendo a Miséria, eu adivinho
Quanta dor há no seu viver mesquinho?
Eu sofro, porque sinto, porque penso.

Porem querendo, facilmente venço
A Dor com que a mim mesmo de definho.
E rio logo, delirando, imenso.

Mas só pela minha alma ser afeta
A delicado sentimentalismo,
A Natureza fez de mim um Poeta.

A Dor é tributo da Razão
Entregue à Natureza, penso e sismo...
E, enquanto sismo, quantos chorarão!

II
Bebo um copo de Porto, com ardor,
E logo me adormece a mágoa e invade
Meu ser uma letal felicidade
Que me tolda a razão levando a dor.

Mas há alguma coisa superior
Ao cérebro que tem a claridade,
Que esparge a luz ardente da verdade?
A uma razão pujante de Vigor?

Ela que imortaliza alguns mortais,
Me vai tornando um ser menos mesquinho,
Aperfeiçoa, eleva os meus ideais.

Por isso, a Dor há de tentar-me em vão
A acalenta-la na embriagues do vinho,
Que, embora dê prazer, tolda a Razão.

Roberto C Macedo 1909




Enviar um comentário