INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

sábado, 2 de janeiro de 2016

Ruína existente - a falta de zelo pelo passado, pela história e de visão do futuro.

LUGAR DAS PEDRINHAS

O estado de ruína que o quebramar do Lugar das Pedrinhas se encontra hoje, não deixa os insensíveis indiferentes, nem os mais distraídos. Estrangeiros e turistas, fazem perguntas:  «Why, how is it possible ...?», «Pourquoi, comment est-il possible ...? », «Waarom, hoe is het mogelijk ...?», «为什么,怎么可能......?», «Dlaczego, jak to możliwe ...?», «Почему, как это возможно ...?», «Varför, hur är det möjligt ...?».
...
Nós encolhemos os ombros e dizemos não temos respostas para dar.

FORTE DE ESPOSENDE

O estado de abandono em que se encontra hoje o Património Edificado, Forte de Esposende (ou São João Batista), com o portão tombado, a tinta das paredes a descascar, a falta de limpeza da cantaria, torna-se evidente para qualquer turista e/ou visitante.


Este Forte de Esposende localiza-se junto à foz do rio Cávado. É contituído por um conjunto de edifícios do  XVII/XVIII, mandado construir por D. Pedro II, com o objectivo de defender a entrada do rio  Cávado. Este forte nunca foi acabado, no entanto houve sempre reestruturas na sua arquitetura. 

Um turista afirmou, «le fort a été volée!» de imediato houve uma resposta, " yes, in his lordiness».
Enviar um comentário