INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

terça-feira, 8 de março de 2016

Artista Designer com uma linha Surreal Futurista, cujo fim é de poder resistir a desastres naturais.

A "ilha Dauphin", localizada na costa do Alabama, no Golfo do México, é conhecida por ter fortes furacões e catastróficas. Quando uma tempestade atinge esta pequena ilha de cerca de 1.200 pessoas, muitas vezes lava grande parte da sua costa e deixa para depois os moradores de terem de reconstruir as suas casas. E isso é sempre que passa uma grande tempestade.


Artista Dionisio González ficou fascinado com a capacidade desta sociedade de suportar a criação e destruição em tão rápida sucessão, voluntariamente sucumbir aos caprichos dos ciclos de tempo da natureza sucessivamente. O artista, que sempre manteve um interesse em arquitetura, embarcou numa missão em projetar estruturas surreais que melhor se adequam à habitação populosa, com a fusão de uma fantasia numa ilha repleta desta realidade que é inevitável aos seus habitantes.


Por sua série "Ilha Dauphin" González concebeu linhas fortes e futuristas de um sonho, feitas de ferro e betão, fundindo o papel do artista com a do arquiteto, do engenheiro e do urbanista. Os edifícios peculiares - um híbrido de uma casa de praia, com um bunker e uma nave espacial - são como estruturalmente lunáticos de forma sustentável num único "som". Com estes modelos hipotéticos, González ilustra uma colisão de caos e com a beleza, num sitio precioso para a criatividade.


Numa segunda série, "Inter-Ação", González cria um ambiente de ficção em que os recursos naturais se tornam fisicamente indispensáveis "artificiais" edifícios. Enxerta estruturas com uma insolvência natural, como no lugar das Pedrinhas e em Cedovem, que já existe à milhares de anos. González torna um mundo fictício em que os ambientes naturais e urbanos não estão apenas em harmonia, mas estão realmente fundidos. Puramente através da criação de imagens, González oferece-se-nos uma potencial ordem de mudar. Uma ordem estabelecida das coisas, abrindo assim o horizonte a uma possibilidade de mudança de mentalidades.

Enviar um comentário