INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Polis Litoral Norte lança concurso para reabilitação da praia da Arda-Bico por mais de 540 mil euros


A sociedade Polis Litoral Norte acaba de lançar  o concurso público para a requalificação da praia da Arda-Bico, em Viana do Castelo, num investimento superior a 540 mil euros.
O anúncio do procedimento, publicado na quarta-feira (16 de março), em Diário da República (DR) diz que a empreitada inclui “a proteção e reabilitação do sistema costeiro na praia da Arda-Bico, bem como o ordenamento de infraestruturas de apoio a este espaço balnear, nomeadamente acessos viários, estacionamento e acessos pedonais”.
A Polis Natural Norte é uma sociedade de capitais públicos, constituída pelo Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território e pelas câmaras municipais de Viana do Castelo, Esposende e Caminha.
O financiamento destas empreitadas é suportado por fundos comunitários do Programa Operacional Temático de Valorização do Território (POVT), sendo a componente nacional assumida pelo Estado português, e pela Câmara de Viana do Castelo.

domingo, 20 de março de 2016

Equinócio da Primavera

Hoje é o Equinócio da Primavera, ambos os hemisférios da terra encontram-se igualmente iluminados pelo Sol.

LUGAR DAS PEDRINHAS
Hoje é o dia de Eostre (Ostara) Deusa da fertilidade, do amor e do renascimento consoante a mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica.

A DANÇA DA RODA DO ANO
 Este ano calha no domingo de Ramos, na religião Católica, dia dedicado aos padrinhos e madrinhas. Os afilhados oferecem flores e os padrinhos e madrinhas em troca dão o "folar", ou seja a prenda da Páscoa.

FOLAR

terça-feira, 8 de março de 2016

Caminha: Estudo da Polis fornece suporte para execução de candidatura à dragagem do canal dos pescadores


A Polis Litoral Norte submeteu recentemente ao POSEUR - Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, uma candidatura para realização do levantamento batimétrico e análise de sedimentos na Foz do Minho. Esta candidatura vai permitir recolher informação bastante valiosa para o concelho de Caminha, constituindo o primeiro grande passo para que, dentro de algum tempo, se possa realizar uma outra candidatura, esta para a dragagem do canal dos pescadores.



Conforme explica o presidente da Câmara, “agora fazemos o levantamento do leito do rio e percebemos a qualidade da areia, porque a mesma vai ser encaminhada para a praia de Moledo. Depois, avançamos com a candidatura para a dragagem, uma reivindicação antiga dos pescadores de Caminha que trouxe já o presidente da APA a Caminha para reunir com a associação e a Câmara”.


Levantamento hidrográfico e análise de sedimentos na foz do rio Minho com vista à alimentação artificial da praia de Moledo, enquanto intervenção de proteção costeira” é a designação da candidatura que a Polis Litoral Norte submeteu ao POSEUR. Estes trabalhos permitirão reforçar o cordão dunar na Praia de Moledo enquanto primeira linha de defesa costeira, de forma a impedir o avanço do mar sobre a área urbana de Moledo e sobre a Mata Nacional do Camarido. 


Para além disso, segundo Miguel Alves, os resultados deste levantamento hidrográfico e a análise dos sedimentos vão contribuir para uma melhoria da navegabilidade na foz do rio Minho além de permitir, como referimos atrás, avançar com uma candidatura para a dragagem do canal dos pescadores.
É importante referir também que o levantamento hidrográfico e a análise de sedimentos na Foz do Rio Minho são acções complementares que possibilitarão, no futuro imediato, intervir nesta linha de costa tão fragilizada por ação do avanço do mar e da ocupação desregrada e abusiva do homem, de forma estruturada e resiliente.

De acordo com o relato técnico, “a elaboração do levantamento hidrográfico na foz do rio Minho com vista à alimentação artificial da praia de Moledo, enquanto intervenção de protecção costeira será realizado através de um levantamento à escala 1:500, com referenciação ao sistema de coordenadas Hayford-Gauss, Datum 73 e será acompanhado de um relatório descritivo dos trabalhos com indicação da metodologia de execução, vértices geodésicos utilizados e marcos de apoio estabelecidos. Estes marcos serão materializados de forma a garantir a sua perenidade”.

Por outro lado, conforme consta do processo, estes trabalhos enquanto intervenção de protecção costeira, “visam a execução da campanha de amostragem aos sedimentos a dragar na Foz do Rio Minho, em 15 (quinze) estações de amostragem (EA), com a colheita de amostras de sedimentos compósitas e a consequente realização de ensaios laboratoriais de caracterização físico-química daqueles sedimentos, em cumprimento da Portaria 1450/2007, de 12 de Novembro (para os limites de detecção indicados no diploma legal). Em cada estação de amostragem será recolhida uma coluna de sedimentos com cerca de 2 m”.

Esta candidatura de protecção do litoral - acções e materiais e acções que visam a produção de conhecimento, gestão da informação e monitorização foi submetida ao Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) cujo eixo prioritário e objectivo temático é promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e gestão de riscos.

Blogue Pedrinhas & Cedovém com Correio do Minho

Artista Designer com uma linha Surreal Futurista, cujo fim é de poder resistir a desastres naturais.

A "ilha Dauphin", localizada na costa do Alabama, no Golfo do México, é conhecida por ter fortes furacões e catastróficas. Quando uma tempestade atinge esta pequena ilha de cerca de 1.200 pessoas, muitas vezes lava grande parte da sua costa e deixa para depois os moradores de terem de reconstruir as suas casas. E isso é sempre que passa uma grande tempestade.


Artista Dionisio González ficou fascinado com a capacidade desta sociedade de suportar a criação e destruição em tão rápida sucessão, voluntariamente sucumbir aos caprichos dos ciclos de tempo da natureza sucessivamente. O artista, que sempre manteve um interesse em arquitetura, embarcou numa missão em projetar estruturas surreais que melhor se adequam à habitação populosa, com a fusão de uma fantasia numa ilha repleta desta realidade que é inevitável aos seus habitantes.


Por sua série "Ilha Dauphin" González concebeu linhas fortes e futuristas de um sonho, feitas de ferro e betão, fundindo o papel do artista com a do arquiteto, do engenheiro e do urbanista. Os edifícios peculiares - um híbrido de uma casa de praia, com um bunker e uma nave espacial - são como estruturalmente lunáticos de forma sustentável num único "som". Com estes modelos hipotéticos, González ilustra uma colisão de caos e com a beleza, num sitio precioso para a criatividade.


Numa segunda série, "Inter-Ação", González cria um ambiente de ficção em que os recursos naturais se tornam fisicamente indispensáveis "artificiais" edifícios. Enxerta estruturas com uma insolvência natural, como no lugar das Pedrinhas e em Cedovem, que já existe à milhares de anos. González torna um mundo fictício em que os ambientes naturais e urbanos não estão apenas em harmonia, mas estão realmente fundidos. Puramente através da criação de imagens, González oferece-se-nos uma potencial ordem de mudar. Uma ordem estabelecida das coisas, abrindo assim o horizonte a uma possibilidade de mudança de mentalidades.