INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Requalificação da Praia Norte vai arrancar com um ano de atraso

As obras de requalificação da Praia Norte, em Viana do Castelo, orçadas em 2,6 milhões de euros, deverão começar em maio, um ano depois da data inicialmente apontada, disse hoje o presidente da Câmara local



O socialista José Maria Costa, que falava no período antes da ordem do dia da reunião camarária, adiantou que a intervenção vai ser realizada ao abrigo de uma nova candidatura, ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), efetuada pela sociedade Polis Litoral Norte.

O autarca anunciou a abertura de um novo concurso público e explicou que a empreitada, com duração prevista de cerca de nove meses, "procurará, durante os meses de verão, libertar partes da zona balnear para fruição dos banhistas".

José Maria Costa acrescentou que a candidatura em causa abrange igualmente intervenções de requalificação nas praias da Arda e da Ínsua, ambas em Viana do Castelo, bem como outras nos concelhos vizinhos de Caminha e Esposende

O início das obras, que inicialmente esteve previsto para abril de 2015, foi adiado devido a "questões burocráticas", tal como anunciou à Lusa o autarca local. Em dezembro passado, afirmou que "questões burocráticas, decorrentes do concurso público, ditaram o adiamento da intervenção para 2016".

"Estamos numa fase em que há muitas empresas a concorrer a obras públicas. Nesta obra tivemos mais de 20 empresas. Foi um processo que teve muitas reclamações e que obrigou a muita análise jurídica, e isso levou a que se atrasasse o processo de decisão, porque temos de cumprir a lei, e os procedimentos administrativos", explicou na ocasião.

Segundo o autarca socialista, o atraso no processo conduziu ao cancelamento daquele concurso público, face à impossibilidade de cumprimento do prazo de conclusão da obra, final de 2015, o que colocava em risco os fundos da candidatura apresentada ao Programa Operacional Temático de Valorização do Território (POVT).

Em causa está a obra de requalificação da Praia Norte, a realizar ao abrigo da sociedade Polis Litoral Norte.

A intervenção, alvo de contestação por um movimento cívico local critica o que considera ser "o fim do estacionamento junto ao mar", que existe naquela zona, vai abranger uma área equivalente a cinco campos de futebol.

As obras contemplam duas fases, que vão decorrer em simultâneo, uma para defesa da zona costeira e outra de requalificação daquela zona balnear.

O projeto prevê a demolição dos três atuais espaços de restauração, que serão relocalizados nas novas "praças". Prevê ainda "um calçadão junto ao mar" e, além das "praças", vários espaços verdes.

Blogue Pedrinhas & Cedovém com País ao minuto
Enviar um comentário