INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

Esporão

Praia das Pedrinhas e Cedovém antes do Esporão


Em 1986 realizou-se a construção do 3º esporão a Sul do Rio Cávado.
Este esporão tinha o intuito de ser grande, pois o seu objectivo era chegar a uma ilha rochosa, que se chama ilha da Pena...


... e como consequência directa dessa obra de engenharia, a norte ocorreu um enorme aumento do areal, criando uma vastíssima área de praia e assim proteger as torres e o hotel de OFIR, enquanto que a sul resultou inesperadamente o inverso, dando origem a um devastador avanço do mar, uma redução enorme de areal, com uma redução de cota e uma  enorme erosão, tendo mudado bacias hidrográficas, correntes, a paisagem,  a topografia, fauna e a flora ali existente à milhares e milhões de anos.



Em tão pouco tempo (2 anos) o mar avançou mais do dobro da área de areal que outro lado  (lado norte) do esporão tinha conquistado ao mar, pondo tudo em risco de perda do lado sul, com as suas derivadas consequências.



Uma paisagem que existia à milhões de anos com  o esporão tinha desaparecido.

O areal desapareceu ... deu-se uma vaga de erosão jamais vista....


Na sequência de sucessivas queixas apresentadas, a Direcção Geral de Portos, em 1990, para proteger as construções ali existentes. A direcção Geral de Portos não sabia como parar o avanço do mar, procedeu ao enroncamento da praia e iniciou a construção de um quebra-mar que nunca foi concluído.





A Direcção Geral de Portos, reconhecendo que a colocação do enroncamento não era suficiente para estagnar o avanço do mar, procedeu à remoção de 140m do esporão em 1994, reduzindo o risco de derrocada das construções do Lugar das Pedrinhas e Cedovém.
ESPORÃO INICIAL COM MAIS DE 200 m

Como é que isto foi possível acontecer. Realizou-se uma obra de engenharia, sem nenhum estudo de impacto ambiental e ainda por cima numa zona de área protegida - ÁREA DE PAISAGEM PROTEGIDA DO LITORAL DE ESPOSENDE.

 Hoje tudo se transforma para pior a 1994. O quebramar está a desaparecer, devido ao seu desgaste ao longo do tempo e de nunca ter havido nenhuma manutenção, o que resulta hoje a sua quase inexistência. 
A falésia também provocada pelo esporão tem vindo a recuar com erosão agreste da água do mar e seus temporais, com o salitre e ventos.
 Hoje há uma erosão constante e uma ausencia de proteção do lugar, o que deriva um permanente risco (já houve vários alertas à proteçao civil de situações de perigo em anos anteriores), o que tem posto  em perigo todos (pescadores, veraneantes, transeuntes, proprietarios, arrendatarios, animais) quantos utilizam os caminhos pedestres, a praia, o areal, as habitações e os que ainda trabalham na pesca.


Praia das Pedrinhas depois do Esporão e quebramar




Lugar das Pedrinhas visto do mar com o enroncamento de pedras

Construção em Cedovém

EXISTE A NECESSIDADE
 URGENTE
 DE RETIRAR O ESPORÃO
 E
 QUE SE
 REPONHA A PRAIA
 COMO ERA
 DE ANTES


Noticias relacionadas com esta situação

O ESPORÃO ESTÁ A FAZER DE TAMPÃO.

AS CORRENTES DO MAR TIVERAM DE O GALGAR PELO LADO NASCENTE

(PELO LADO LADO DA PRAIA)
EIS O RESULTADO AQUI E NA DUNA DAS HABITAÇÕES

2009


Imagens tiradas a 10 de Outubro de 2010
ZONA A NASCENTE DO ESPORÃO
EROSÃO PROVOCADA PELO ESPORÃO







Dia 6 de Dezembro de 2010
Tendo sido colocado areia para fazer rampa de acesso aos pescadores do Lugar-das-Pedrinhas, com a existência do esporão, imediatamente a areia volta a ir embora


2010-12-19
A Polis Litoral Norte com o apoio da ARH Norte retirou areia da praia e finalmente realizou uma rampa de acesso, para as embarcações e pescadores poderem ir ao mar.


Toda a areia depositada foi embora, voltamos à estaca zero à data de 10 de Outubro de 2011.



Dia 17 de Novembro de 2010
Como é possível ainda não ter-se feito nada para possibilitar os pescadores poderem realizar os seus trabalhos de pesca. 
2011-02-19 

Julho de 2012








O EFEITO DOS ESPORÕES

Janeiro 2014