INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

Quebramar

2016-03-19






2015-12-30 - EXISTENTE












2014-01-15 PROPOSTA
Proteção da costa Portuguesa, para Pedrinhas e Cedovém



A colocação de tetrápodes (ordinariamente chamado pés-de-galinha) ou cubo modificado, diodo, bloco em "I" ou bloco em "U" duplo são barreiras que absorverão a energia das ondas e proporcionarão uma maior superfície para o sargaço se prender, algas que com a sua capacidade de regeneração terão um papel fundamental não só no combate à erosão costeira como também no desenvolvimento económico local.








2011-08-26 - EXISTENTE
O quebramar


2011-08-19
Comportamento do quebramar




2010-12-19
O suposto quebramar (enroncamento) não passa de um simples cordão de pedregulhos amontoados.



Não tendo sido colocado nenhum elemento de fixação (vegetação), o factor erosão vai-se acentuar e resultará uma única inclinação topográfica, que começará (cota mais baixa) no cordão dos pedregulhos para (cota mais alta) as soleiras e pátios de entrada das habitações.


2010-12-06
O Quebra-mar continua a abrir roturas de média gravidade, nas quais se houver uma intervenção rápida a aceleração de rotura estagnaria.
O conserto do quebra-mar na zona onde decorreu a situação perigosa para as construções, realizou-se com um enchimento de areia delimitado por pedras soltas do antigo enroncamento que separam a areia colocada da água do mar, o que nos leva a duvidar se aquele cordão de pedregulhos tem a função de não deixar fugir a areia depositada mecânicamente ou de não deixar passar as águas do mar.
A verdade é que ainda existe muito trabalho para se realizar.

17 de Novembro de 2010 
trabalhos decorrem para segurar a duna e as construções milenares.


10 de Outubro de 2010
 o quebra-mar entrou em rotura e desapareceu, existe a necessidade URGENTE de repor o enroncamento , emparedar e segurar a duna para que as habitações não caiam.







EXISTE UM PERIGO IMINENTE DE DERROCADA, EM CONSEQUENCIA DA DESTRUIÇÃO (DIA 9 DE OUTUBRO) PELAS ÁGUAS DO MAR


OUTRAS IMAGENS













2009