INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

terça-feira, 25 de março de 2014

Miguel Alves, presidente da Câmara de Caminha preocupado pela desvalorização do seu munícipio


Município de Caminha em diálogo com a Polis para intervenção da Duna dos Caldeirões


«"Todas as nossas energias estão canalizadas para morder os calcanhares à Polis Litoral Norte para que esta obra possa avançar", realçou Miguel Alves durante a reunião da Câmara na quarta-feira e garantiu que vai continuar a pressionar a Polis Litoral Norte para as obras se concretizem.

Recorda-se que a intervenção de recuperação na Duna dos Caldeirões e no Cordão de Moledo foram anunciadas a 25 de fevereiro, pelo ministro do ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, aquando de uma visita a vila Praia de Âncora.
No que se refere à recuperação da Duna dos Caldeirões, a intervenção inclui uma série de ações que se realizarão em dois momentos: antes e depois da época balnear. Assim, esta primeira fase inclui a consolidação das margens do rio âncora, a retirada do passadiço, a limpeza da vegetação e a reposição do leito do rio no seu curso normal com a necessidade de rasgar valas naturais. Uma que colocará o rio no seu curso normal e outra que terá como objetivo abrir o leito do estuário de modo a reconduzir as águas estagnadas do sapal do Âncora para a sua foz natural através da Praia das Crianças. Para Miguel Alves esta intervenção é fundamental: "para que possamos consolidar aquilo que é uma vertente económica fundamental da praia de Vila Praia de âncora" Depois da época balnear começarão os trabalhos de consolidação da duna.

No início desta semana iniciaram-se como previsto os primeiros trabalhos na Duna dos Caldeirões, isto é, já foi retirado o passadiço  de madeira. Não obstante ser um bom indicio, Miguel Alves garante que vai continuar a pressionar a Polis Litoral Norte porque o objetivo é a época balnear decorrer normalmente: "As nossas sinergias estão canalizadas para termos praia em Vila Praia de Âncora e em Âncora".

Quanto a Moledo, o presidente também informou que até ao início da época balnear serão feitas. Aqui os trabalhos consistem em levantar o paredão e corrigir as estruturas que ficaram danificadas com os sucessivos  "ataques" do mar e, ao mesmo tempo, proceder -se-á à intervenção no Cordão Dunar na Praia de Moledo.»

Blogue Pedrinhas & Cedovem com Correio do Minho
Enviar um comentário