INTRODUÇÃO

Pedrinhas e Cedovém são dois Lugares à beira mar, situados entre Ofir e a Apúlia, no concelho de Esposende - PORTUGAL.

Localizam-se num lugar calmo em cima do areal, onde pode almoçar e jantar com uma gastronomia típica local e poder usufruir de uma paisagem natural marítima Atlântica a uma temperatura do Litoral do Sul da Europa .
Onde construções CELTAS desabrocham de fundações milenares, que resulta uma relação de interligação com a paisagem. Os caminhos e os percursos de acesso ainda se encontram em areia e criam uma composição que conjuga de forma perfeita entre a topografia e época das construções, o que dá um cunho único ao Lugar. Se estivermos acompanhados com alguém especial, imediatamente nos apaixonamos e nunca mais conseguimos cortar o "cordão umbilical" com este LUGAR cheio de magia e de uma beleza natural única.

domingo, 29 de junho de 2014

Praia de Ofir (Esposende) reabriu após reposição de areia

A primeira fase da empreitada de reforço do sistema dunar e protecção da linha de costa na praia de Ofir, em Esposende, nomeadamente na área concessionada, ficou nesta sexta-feira concluída, informou a Polis Litoral Norte.
Em comunicado, aquela sociedade acrescenta que aquela intervenção foi efectuada devido ao “desaparecimento generalizado” de areias na praia de Ofir, consequência das intempéries do último inverno.
Essa situação obrigou a uma “intervenção de emergência”, para garantir as condições de segurança na zona, já na actual época balnear, com a recarga de areias na praia, através da ripagem da zona entre marés, repondo assim o perfil natural da praia.



A Polis sublinha que conseguiu que a conclusão dos trabalhos naquela área da praia fosse antecipada face ao prazo inicialmente previsto, “permitindo aos concessionários retomar a sua actividade com plena normalidade”.
Os restantes trabalhos da empreitada prosseguirão nos próximos dias, na área a norte da praia concessionada, prevendo-se a sua conclusão a 2 de Julho.
De sublinhar que esta intervenção, com um carácter de urgência, dado o risco ambiental e social da situação, antecipa uma segunda fase, cujo projecto está a ser elaborado para que a empreitada decorra após a época balnear, mais global e definitiva, enquadrada numa estratégia de reforço dos sistemas dunares, arribas e outros elementos da linha de costa, com vista à preservação dos ecossistemas naturais, e protecção de pessoas e bens”, refere ainda o comunicado.

O investimento é de um milhão de euros, financiado pelo Programa Operacional Temático de Valorização do Território em 85% e pelo Estado português em 15%.

Enviar um comentário